domingo, 25 de março de 2007

Margem

Você é margem,
Você é margem.
Quem é você, você que é margem?
Reconhece a si mesmo como tal?

Margem, margem que não é o centro, que está no fim, periferia, ponta do raio.
A margem não é o centro, não é o senso, não é o senso.
Margem: "maneira não estatal de pensar".
Ou ainda: ciência, arte, filosofia.
A margem, o ser maginal fascinante.

Quem é você, você que é margem?
Escolheu este caminho ou foi aí colocado pelo destino que não existe?
Quem é você, ó, ser marginal?
Margem: a margem, que não é centro, que é minórica, que é bela, e nova.
E nova.
Inova, Margem!

Margem que desafia, marginal que canta, que grita.
Margem que não é centro, que inova, que inova.

Margem, a margem que briga por vez, e voz.
Periferia, a margem que não é núcleo,
e por isso, inova.

Nenhum comentário: