terça-feira, 20 de novembro de 2007

sem título, 2

- vômito que escorre pelo chão do ônibus

- perdigotos que saem da boca do homem no banco de trás e grudam no pescoço [dele mesmo]

- pessoas que tossem e você houve [sic] o catarro em movimento nas gargantas delas

- mulher com vagina fedendo

- homem suado com odor insuportável

- homem com uma ferida na cabeça e a impressão de que todas as bactérias, todos os germes, vinham contra o vento, diretamente à sua [narrador] boca. levantou-se do lugar onde estava. não havia mais lugar no ônibus. ficou em pé mesmo. ninguém entendeu.





[anotações em pequeno pedaço de papel, tempo não preciso, provavelmente entre 1998 e 2003]


____________

Um comentário:

Heder disse...

Encontrei seu blog quase no (((bad romance)))

rsssss

well

quase em 2010, estou lendo aqui quase na hora da virada

(arrumando a mesa)

o seu blog. Saudadinha e imaginando seu talk show. :P

vinho, quédizê, epitelios, anonovo