quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Sobre o problema do mal entendido

Não, eu não estou falando pra você.
Não, não houve mal entendido.
Entende?

Sobre o fato de eu querer escrever que não houve mal entendido, quando na verdade quero dizer que não há mal entendido. O que eu quero é dizer que o meu interlocutor não é você.

Estou falando de um você genérico, saca?
Você....

Você ele, você ela, você cachorro. Qualquer coisa.

Ou melhor, não qualquer coisa. Qualquer ser pensante que lê as minhas palavras.

E agora, eu estou, sim!, pensando em você! Sabe quem é você?
Você sabe!

Nossa, que saudade eu tinha de escrever!

Hoje é dia 11 de fevereiro.

Um beijo pra você, viu?
Sem sarcasmos.

Risos.

Um beijo!

2 comentários:

Heder disse...

HAHAHHAHAHAHAHA

Heder disse...
Este comentário foi removido pelo autor.