quarta-feira, 9 de março de 2016

homem e música

quem é o homem que canta as coisas que você quer ouvir? quem é o homem que canta as coisas que você quer dizer? quem é o homem que diz exatamente o que você quer dizer? você gosta de homem?

Uma vez entrei no meio de uns g0ys e, apesar do clima bom, masculino, era tensão demais sem vazão. Difícil ficar só no desejo, reprimo não.

Pé de homem, suvaco de homem, cabelo de homem, barba, pescoço, virilha, barriga. [objetificação do homem] Homem-fruto, homem-feijoada, laranja, caipirinha. Comer um homem.

Que guapo eres. A língua presa entre os dentes na Espanha, paella, vinho, um calor madrilenho, andaluz, dourado. Já tive um namorado espanhol. Saudades.

Os dias mais sensoriais que tive aconteceram embaixo do sol. sentir a sola do tênis esquentar no asfalto, os momentos de passo arrastado sob quarenta graus, ó céu do Rio, ó sol tropical.

Por duas vezes na vida tive epifania, uma vez em Itacoatiara, outra vez em Paris! Diz que isso é manifestação de deus. Eu prefiro dizer revelação (do que seja). Deus me cansa demais.

Minha amiga teve uma epifania em Machu Picchu. Chegou lá em cima e sentiu vontade de pular, de morrer mesmo, se jogar no infinito, no inesperado, no grandioso demais pra não pirar. Felizmente não pulou.

Os dicionários que eu mais uso são Michaelis, Aulete e Houaiss, nessa ordem. Talvez eu não use muito o Houaiss porque pedi pra instalarem no computador lá do trabalho e não deu certo, sobrou só o de papel, mas a gente tem preguiça de levantar e abrir.

carnaval me deixou tão cansado que estou até enjoado da Bahia, sendo que nunca fui lá. Vou dar um tempo.

Estou há uma semana (tempo subjetivo) tentando encontrar uma voz que me traduza da melhor forma. Outro dia uma pessoa querida disse que não existe alguém que me (te) complete. Disse pra não me concentrar nisso. Não existe alguém que te complete! Aí eu dei uma caída em mim, pra pensar nesse lance de completar o outro, forma concreta, preencher espaços. Realmente, muito difícil. Aí eu pensei que pelo menos quem você gosta até que preenche uns espaços sim. Mas que não existe alguém que te complete eu entrei em acordo, porque não sou muito a favor de cem por centos, essas integralidades herméticas incomodam.

O homem. Kiko Dinucci, Curumin, Moreno Veloso, Caetano Veloso, Giberto Gil? Ou Sufjan Stevens, Jorge Drexler? Ou Gui Amabis, ou os carinhas do Boogarins, os carinhas do Terno, os carinhas da banda Dônica? Ou as coisas fofas do SILVA? Os caras legais do Abayomy, do Bixiga 70? O Chico César, o Djavan, o Carlinhos Brown? O Criolo, o Cartola, o Pélico? O Ronei Jorge e Os Ladrões de Bicicleta? O Mombojó, o Matheus Brant. Um cara que eu quero beijar a boca aí, vocalista de banda do Rio, os caras da Trupe Chá de Boldo, o fiscal da empresa de ônibus que eu vi hoje, mão por dentro da camisa pra sentir os pelos do peito, os caras das rodas de samba. Os, caras, das, rodas, de, samba! Uísque. Eu acho que fico com o Gui Amabis.

Você já comeu um pé de homem? Você já sentiu o cheiro, percorreu as mãos por entre os pelos? Já sentiu o calor?

Já te achei o cara mais bonito do mundo.






Nenhum comentário: